Héctor Molina

Archive for the ‘Arte-Educação’ Category

Reprodução de "O Grito do Ipiranga" no Projeto Iniciação às Artes

In Arte-Educação, Notícia, Projeto Iniciação às Artes on 11/07/2010 at 10:35
“O Grito do Ipiranga”
Reprodução parcial da obra de Pedro Américo
Técnica: Óleo sobre tela; dimensões: 2,6 x 1,5
Pintura realizada por alunos do “Projeto Iniciação às Artes”, coordenado pelo Professor João Abelardo Lins Barreto, patrocinado pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PB) e orientado pelo Professor Héctor Alejandro Muñoz Molina

Ao lado do trabalho concluído, os professores Molina e Lins Barreto

Arte-Educação para jovens nas mais diversas carreiras

In Arte-Educação on 21/04/2008 at 13:49
Esta nossa jovem e talentosa aluna cursa Serviço Social na Universidade, e dedica um pouco do seu tempo à aprendizagem da arte da pintura a óleo.
A educação em Artes ganha crescente importância quando se pensa na formação necessária para uma adequada inserção social, cultural e profissional do jovem contemporâneo. Ela imprime sua marca ao demandar um sujeito da aprendizagem criador, propositor, reflexivo e inovador. Se hoje o aluno deve ser formado para enfrentar situações incertas e para resistir às imposições da fragmentação que caracterizam a contemporaneidade, a arte pode colaborar muito.
Se numa prática dessa natureza, o aluno for levado a usar sua experiência cognitiva, não somente no nível de aquisição de habilidades manuais ou técnicas, então poderá utilizar suas capacidades e suas habilidades cognitivas na apreensão da realidade, para compreendê-las na construção de um conhecimento novo. O que a Arte-Educação contemporânea pretende, desse modo, é formar o conhecedor, fruidor, decodificador da obra de arte. Ou, quiçá, um artista plástico.
Entendemos que um exercício aparentemente simples – a apreciação da produção artística – torna o olhar do aluno mais atento às representações e aos significados exibidos no mundo à sua volta.

Aulas de Desenho Artístico em Grafite no Ateliê Molina

In Arte-Educação on 06/04/2008 at 18:37
Este é um curso para estudantes iniciantes de Design, que aprendem praticando, com uma introdução à perspectiva de observação, princípios de geometria, elementos da forma e figura humana. A oficina de desenho propõe uma iniciação nas linguagens gráficas através do desenho.
Futuras alunas de Design e o Prof. Molina

Em clima descontraído, os alunos adquirem gosto pela técnica do grafite, esta ferramenta básica e imprescindível para desenvolver a habilidade de fazer projetos de Design, afinal, um dos instrumentos para a manifestação da expressividade e da criatividade é a técnica do desenho. Este é, sem dúvida, a base estrutural da maioria das técnicas artísticas. Através a prática, os alunos terão a capacidade de representar a realidade no desenho e criar seus próprios desenhos artísticos, o que é fundamental para estudantes de Design.

Sobre o Ensino de Artes

In Arte-Educação on 27/03/2008 at 19:25

A arte é a contemplação: é o prazer do espírito que penetra a natureza e descobre que ela também tem uma alma. É a missão mais sublime do homem, pois é o exercício do pensamento que busca compreender o universo, e fazer com que os outros o compreendam.” (Auguste Rodin)

As reflexões recentes sobre ensino de arte vão no sentido de considerá-la como área de conhecimento e apontam para transformações nos seus fundamentos (metodologia, objetivos, conteúdos, papel do professor e avaliação).
O ensino e aprendizagem da arte na escola compreende questões que se referem ao seu processo educacional, como o posicionamento que assumimos para que o trabalho fique em consonância com os objetivos de um processo escolarizado que atenda às necessidades de cultura artística no mundo contemporâneo.
Nesse sentido, o Professor Abelardo Barreto, nosso amigo, grande educador em artes em João Pessoa, considera que nas salas de aula apenas determinados alunos apresentam um talento artístico especial; estes, uma vez avaliados, deveriam ser encaminhados para um curso específico de formação artística, paralelamente ao cumprimento de sua educação escolar. Contudo, a grande maioria, mesmo não apresentando vocação artística particular, será a parte “consumidora” da Arte no futuro, tornem-se eles economistas, psicólogos, advogados. Daí a necessidade de educá-los para apreciar a Arte; para muitos dos alunos provavelmente esse será o único contato com o estudo das Artes.

Héctor Molina