Héctor Molina

Archive for the ‘Nossos alunos em atividade’ Category

Projeto "Iniciação às Artes": Leidson trabalhando

In Nossos alunos em atividade, Projeto Iniciação às Artes on 23/09/2009 at 0:13
Leidson trabalhando em seu segundo trabalho no Projeto “Iniciação às Artes”
Anúncios

Trabalho Sensível

In Nossos alunos em atividade on 21/06/2008 at 20:45
A aula de Arte pode ser muito prazerosa, mas não deve ser somente relaxante. O tempo de trabalho em artes visuais às vezes é tenso; o prazer vem a partir do resultado que se obtém. O pensamento artístico e a sensibilidade estética devem estar sempre presentes no ambiente das aulas, o que exige não apenas memória, mas também raciocínio lógico e inteligências artísticas (visual, tátil e manual), na busca de um trabalho sensível.

Pintura e Desenho

In Nossos alunos em atividade on 01/06/2008 at 14:05


Nossas alunas trabalhando durante aula de Pintura e Desenho

Inspirados

In Nossos alunos em atividade on 25/04/2008 at 23:59

Em uma sessão de pintura, inspirados e compenetrados.

Acertando o pincel…

In Nossos alunos em atividade on 29/03/2008 at 0:22

Acertando o pincel…
“Só admito que uma coisa não seja natural: a arte.” (André Gide)

“Pela arte, o que está na alma toma uma forma, torna-se uma realidade visível; pela arte, a realidade visível, até então exclusivamente física, toma um sentido humano, adquire uma alma. Maravilhoso e fecundo intercâmbio donde nasce uma terceira realidade, que é simultaneamente o homem e o mundo, que participa de ambos e os une, levando-os, ao mesmo tempo, a um grau superior da existência, o da beleza.” (René Huyghe)


Ação criativa

In Nossos alunos em atividade on 29/03/2008 at 0:19

Em uma aula de pintura, completamente absorvidos pela tela e pelo pincel, eles dão asas à imaginação. O ato de pintar, de uma certa maneira, é um ato mágico, levando a um estado especial de espírito. Quando usamos a tela para criar imagens, espaços virtuais, esse gesto transforma-se em ação criativa, geradora de poesia, fantasia.

“A arte vence a monotonia das coisas assim como a esperança vence a monotonia dos dias.” (Gilbert Keith Chesterton)